ARAC
20 Fevereiro 2020 | 10:53
Notícias
2020-02-19O que é que os analistas veem na Tesla? Ações disparam mais de 100% em 2020
Só esta semana, cinco casas de investimento reforçaram a sua cobertura da fabricante de veículos elétricos norte-americana. Todas elas aumentaram o preço-alvo da cotada. Este ano ganhou 105% em bolsa.+
2020-02-19Mais de 450 mil passageiros não virão a Portugal este Verão, diz ministro
Para o ministro das Infraestruturas, se a TAP vai ter de cancelar 1.500 voos este verão por falta de slots em Lisboa "é porque fez mal o seu trabalho". Pedro Nuno Santos avisa que o país já está a pagar caro o adiar de decisões sobre novo aeroporto.+
2020-02-19TURISMO DE PORTUGAL E HEALTH CLUSTER CRIAM PROJETO DE SERVIÇOS MÉDICOS PARA TURISTAS BRITÂNICOS
No âmbito da campanha #Brelcome – Portugal Will Never Leave You, +

Notícias



Sete das 10 maiores exportadoras de Portugal são do setor automóvel
JORNAL DE NEGÓCIOS


O setor automóvel domina a listagem das maiores exportadoras de Portugal. No total são sete as empresas ligadas à fileira automóvel a integrar o Top 10.
AUTOEUROPA EXPORTOU MAIS DE 255 MIL CARROS
Em 2019 a fábrica de Palmela exportou 255,3 mil veículos, um número recorde e uma subida de 16,5% face a 2018, para um total produzido de 256,8 mil automóveis. Mas a Autoeuropa também aumentou em cerca de 20% a exportação de peças para outras fábricas do grupo Volkswagen.

GALP VENDE MENOS AO EXTERIOR
As exportações de 2019, incluindo bancas marítimas e bancas aéreas (abastecimentos de navios e aviões), totalizaram 5,86 milhões de toneladas, revelou a empresa ao Negócios, explicando que os produtos mais exportados foram as gasolinas, principalmente para Estados Unidos, Europa e África. Até setembro, a empresa dizia que as vendas de produtos petrolíferos tinham caído 9% pela “menor disponibilidade de produtos” por menor utilização do aparelho refinador, o que levou “a um decréscimo das exportações”. Em 2018, as exportações tinham pesado 29% nas vendas de produtos petrolíferos. Também nesse ano as vendas menores de produtos petrolíferos foram explicadas pela “menor disponibilidade do nosso aparelho refinador, fruto das manutenções planeadas durante o período”. A Galp revela, ainda, que “os tempos de paragem de 2018 foram semelhantes aos tempos de paragem de 2019”.
NAVIGATOR EXPORTA 96% DO QUE PRODUZ
A The Navigator Company exporta 96% da produção, num valor da ordem dos 1.620 milhões de euros, ficando 4% em Portugal. O papel de impressão e escrita é o principal produto vendido ao exterior, seguindo-se o “tissue” (utilizado em papel higiénico, rolos de cozinha, guardanapos e lenços de bolso) e a pasta. A Navigator exporta para um total de 130 países, principalmente Europa, Estados Unidos e África. Nos últimos anos a percentagem das vendas ao exterior tem-se mantido, sendo que em volume a produção exportada tem aumentado. Isto apesar de em 2019, as vendas totais da Navigator terem descido 0,2%, passando de 1.691,6 milhões de euros para 1.687,9 milhões, quebra a que não foi alheio o movimento de greves nas fábricas.

COMPONENTES DE AUTOMÓVEL EM RECORDE
A indústria de componentes para o setor automóvel atingiu no ano passado um valor recorde de exportações, que ascenderam a 9,7 mil milhões de euros, segundo dados da Associação de Fabricantes da Indústria Automóvel (AFIA). A evolução das vendas ao exterior deste setor explica a presença de cinco fabricantes de componentes no top 10 – Bosch, Continental Mabor, Faurecia, Visteon e Aptivport. A Bosch, Visteon e Aptivport dedicam-se à produção e exportação de sistemas de navegação e “infotainment” para os fabricantes automóveis. “2019 esteve em linha com as projeções, embora o crescimento tenha sido inferior ao que prevíamos”, admitiu Carlos Ribas, responsável da Bosch Portugal. A Bosch Car Multimedia, a maior empresa do grupo alemão no país, “não deverá ter registado em 2019 uma diferença significativa”, pelo que “o volume de negócios se manterá um pouco acima dos mil milhões de euros”. 90% é para o exterior. Já a produtora de pneus Continental Mabor prevê ter fechado 2019 com uma faturação similar à do ano anterior, que rondou os 878 milhões de euros, com quase 99% gerados nas exportações.

PSA DE MANGUALDE TAMBÉM COM RECORDE
A fábrica do grupo PSA em Mangualde atingiu recordes na produção (77.606 automóveis) e exportação de veículos em 2019. As vendas ao exterior desta unidade industrial superaram os 70 mil veículos.

REPSOL EXPORTA MAIS DE 80% DA PRODUÇÃO
A Repsol Polímeros exporta mais de 80% da sua produção em Sines. Aí são feitos polímeros de diversos tipos, sobretudo poliolefinas, que se destinam ao fabrico de vários materiais como fibras sintéticas, peças de automóveis, construção civil, entre outros. Segundo dados da empresa, quase 80% vai para a Europa, nomeadamente Espanha, Grécia, França, Alemanha, Itália, Bélgica, Holanda e Reino Unido, sendo os restantes 20% encaminhados, por ordem decrescente, para África, América Latina, Ásia e Extremo Oriente e América do Norte. A empresa acrescenta que “historicamente o volume de exportação é de cerca de 200 mil toneladas e cerca de 500 milhões de euros”, estando as oscilações “sobretudo relacionadas com o valor das matérias-primas que oscilam nos mercados internacionais”.

22%
PESO DO TOP 10
22% das exportações de bens de Portugal concentraram-se nas 10 maiores exportadoras.



Área Reservada
Como constituir uma empresa de Rent-a-Car
Quer Alugar Carro?
Siga-nos
Seara.com