ARAC
19 Novembro 2019 | 20:42
Notícias
2019-11-19EUA e Brasil compensam menos alemães, franceses e britânicos
O aumento das dormidas de turistas brasileiros e norte-americanos mais do que compensou as quebras dos alemães e franceses, bem como a estagnação dos britânicos. Mas a taxa de ocupação cai e mais de metade das camas está por ocupar.+
2019-11-19Menos de um ano depois do início da operação já não há trotinetes no Algarve
Dez meses depois de terem sido anunciadas como uma mais valia para a promoção da mobilidade suave no Algarve+
2019-11-19"ANA tem de ser mais agressiva" para manter "slots" em Portugal
A falência de companhias aéreas e operadores turísticos deixa "slots" vagos nos aeroportos+

Press - Releases

Press - Releases
10-08-2018
COMPRAS DE VIATURAS POR EMPRESAS DE RENT-A-CAR NO MÊS DE JULHO DE 2018

No mês de Julho, foram comercializados 19.961 veículos automóveis ligeiros de passageiros, o que representa um acréscimo de 13,6% face ao mesmo mês de 2017, segundo elementos fornecidos pela ACAP – Associação Automóvel de Portugal.

No canal de rent-a-car as aquisições de ligeiros de passageiros atingiram as 7.080 unidades.

No que respeita a veículos novos o conjunto das empresas associadas da ARAC que se dedicam à atividade de aluguer de curta duração (veículos ligeiros de passageiros, comerciais ligeiros, pesados de mercadorias, todo-o-terreno e motociclos) adquiriram no mês de Julho um total de 7.698 veículos face aos 6.995 adquiridos em período homólogo do ano anterior.

O rent-a-car continua a afirmar-se de forma clara como o maior comprador de veículos automóveis novos em Portugal, registando no mês de Julho a aquisição de 7.080 veículos ligeiros de passageiros e 618 veículos ligeiros de mercadorias.

Na composição das aquisições referidas, prevalecem (á semelhança do mercado nacional de um modo geral) os segmentos A, B e C representaram em Julho a maioria das aquisições efetuadas pelas empresas de rent-a-car.

O rent-a-car é um setor decisivo para a modernização do parque automóvel nacional através da colocação após a utilização dos veículos no comércio, de um número significativo de veículos de ocasião (os chamados veículos semi-novos), substituindo-se assim veículos antigos por veículos recentes e com motores mais eficientes e amigos do ambiente a preços mais convidativos para o público em geral.

O crescimento das frotas das empresas de rent-a-car (produto integrante de qualquer pacote turístico) deve-se sobretudo ao atual sucesso do Turismo em Portugal, pois o número de visitantes do nosso país não tem deixado de aumentar de forma significativa nos últimos 5 anos.

O Turismo é atualmente o maior mercado das empresas de rent-a-car representando cerca de 60% do seu volume de negócios.

A atividade de aluguer de viaturas em regime de curta duração constituiu uma importante componente da Economia Nacional, com especial destaque para o Turismo.

A ARAC representa cerca de 96% das empresas de aluguer de curta duração a operar de forma legal em Portugal.

Lisboa, 10 de agosto de 2018

ARAC

Gabinete de Comunicação


Faça Download aqui
Área Reservada
Como constituir uma empresa de Rent-a-Car
Quer Alugar Carro?
Siga-nos
Seara.com