ARAC
23 Maio 2019 | 02:58
Notícias
2019-05-22Novo regulamento de proteção de dados custa 140 milhões por ano às empresas
As contas são do Governo e resultam de inquéritos às empresas para avaliar e medir os encargos da implementação das novas regras do Regulamento Geral de Proteção de Dados+
2019-05-22Fisco condenado em tribunal e obrigado a devolver ISV de carro usado importado
O cálculo do ISV não tem em conta a idade dos automóveis usados que são importados, defende o CAAD, tal como a Comissão Europeia já havia alertado+
2019-05-22Receitas do turismo crescem 5% entre janeiro e março
As receitas turísticas tiveram um crescimento de 5% entre janeiro e março deste ano.+

Notícias



Confederação do Turismo espera subida do SMN para 600 euros
Dinheiro Vivo


Os parceiros sociais vão reunir-se na tarde desta sexta-feira para a segunda reunião sobre a atualização do salário mínimo nacional. No programa “A Vida do Dinheiro” – que pode ouvir no sábado na TSF e ler no domingo no Dinheiro Vivo e em dinheiro vivo.pt – Francisco Calheiros, presidente da Confederação do Turismo de Portugal admite que a discussão possa ficar fechada já hoje. “Penso que se não houver novidades nesta reunião se irá fechar os 600 euros que estão previstos no programa do governo”, referiu, admitindo que “pode não ser necessária mais nenhuma [reunião] “.

O presidente da CTP admite que o salário mínimo e o salário médio em Portugal são baixos e aplaude as empresas que através de instrumentos de contratação coletiva pagam valores acima do SMN. Avisa contudo que há empresas e regiões em que pode ser difícil ir além dos 600 euros sendo, por isso, relevante, que exista um patamar mínimo.

“Mas que fique claro que é indicativo. Sabemos que há grupos que não pagam nem os 580 euros nem os 600 euros e que praticam como mínimo os 630 euros e isso são atitudes que saudamos”.


Área Reservada
Como constituir uma empresa de Rent-a-Car
Quer Alugar Carro?
Siga-nos
Seara.com