ARAC
17 Dezembro 2018 | 08:54
Notícias
2018-12-14INE: Proveitos aceleraram em Outubro
Em Outubro, os estabelecimentos hoteleiros e similares registaram proveitos totais na ordem dos 332,1 milhões de euros, enquanto os de aposento atingiram os 239,8 milhões de euros, o que representou crescimentos de 2,6% e 1,7%, respectivamente, quando em Setembro estes dois indicadores apresentavam subidas de 1,4% e 2,9%, divulgou o INE esta sexta-feira.+
2018-12-14Depois de Lisboa, Chauffeur Privé chega a outras cidades
O serviço da Chauffeur Privé está agora disponível em Vila Franca de Xira, Mafra ou Ericeira. Mas também no Barreiro, Alcochete, Montijo, Sesimbra e Setúbal.+
2018-12-14Autoeuropa. Plano em marcha para exportar 22 mil viaturas até fim do ano
A Autoeuropa e a Operestiva preparam ação depois de ter sido alcançado acordo entre Sindicato dos Estivadores e operadores portuários+

Notícias



Falta autonomia? Nem por isso… tenho um carro solar
Wattson


A empresa chinesa de energia solar Hanergy, através da sua filial Donghan New Energy Automotive Technology, firmou uma cooperação estratégica com a Bluecar, subsidiária da Bolloré, para o desenvolvimento e produção de carros elétricos solares.

A parceria prevê ainda o estabelecimento de centros de pesquisa e fábricas na Ásia, África e América. A cooperação também abrange o desenvolvimento de baterias de estado sólido.

A Hanergy especializou-se na produção de painéis fotovoltaicos muito finos. Há dois anos, a empresa tinha apresentado quatro veículos equipados com estes painéis de pouca espessura, cuja produção poderia começar no espaço de três ou quatro anos. Eram eles o
Hanergy Solar R, Hanergy Solar O, Hanergy Solar L e o Hanergy Solar A.

Este acordo com a Bolloré pode, assim, vir a viabilizar este projeto.

De acordo com a Hanergy, seria possível carregar com a energia solar um carro entre 5 a 6 horas para o dotar de energia necessária para percorrer 80 km.

Em alternativa, podem também ser carregados num posto convencional. A sua autonomia é de 350 km.

Germânica Sono Motors prepara Sion

Também outro construtor, a germânica Sono Motors, fundada em 2016, está a desenvolver o Sion, um EV que dispõe de células fotovoltaicas na sua carroçaria para carregar as suas baterias (este veículo pode também ser carregado através de uma tomada convencional).

Os planos da Sono são para que no 2º semestre de 2019 comece a produzir o Sion, havendo já 5000 encomendas. O Scion tem 250 km de autonomia, devendo custar 16.000 euros.






Área Reservada
Como constituir uma empresa
Quer Alugar Carro?
Siga-nos
Seara.com