ARAC
20 Abril 2018 | 05:30
Notícias
2018-04-18Intrum interessada no malparado da banca portuguesa
A empresa de recuperação de créditos vê com interesse a possibilidade de bancos em Portugal seguirem a via do italiano Intesa Sanpaolo. +
2018-04-17Volkswagen Financial Services compra fornecedor português de software
A divisão da construtora alemã Volkswagen para serviços financeiros automóveis adquiriu uma posição maioritária na "holding" que detém a lisboeta VTXRM. O fundador Nuno Silva continua à frente da empresa de software.+
2018-04-17Portugal tem 100 novos hotéis em construção
O ministro da Economia defendeu no Parlamento que o turismo nacional está a viver um bom momento, apontando para o número de novos hotéis em construção.+

Notícias



Mais CO2 faz disparar imposto automóvel
TSF


O Jornal de Notícias dá o exemplo do imposto que passará a ser cobrado pela aquisição de um Opel Astra 1.6 CDTI: mais 3260 euros. É uma consequência do novo método de homologação dos veículos que permite uma medição mais precisa dos consumos, mas também das emissões de dióxido de carbono.

A expectativa é que com este novo procedimento se venha a concluir que os veículos emitem, de facto, mais dióxido de carbono do que os valores apurados através do método até aqui em vigor. Ora como a emissão de gases poluentes é um dos indicadores para calcular o imposto automóvel, então, mais dióxido de carbono significa mais imposto a pagar.

É isto que esperam os representantes de várias marcas escutadas pelo JN, o caso da Renault. O diretor de comunicação da marca francesa afirma que as novas regras vão aumentar em milhares de euros o preço dos automóveis. Para fazer face a este cenário, os representantes da Opel, da PSA e da BMW alertam para a necessidade de alterar as tabelas do imposto automóvel.

Fonte do ministério das Finanças, contactada pelo Jornal de Notícias, explica que o governo está a acompanhar a situação de forma articulada com a ACAP (Associação do Comércio Automóvel de Portugal).

O novo método de medição do dióxido de carbono já é aplicado aos novos modelos desde 1 de setembro do ano passado. A partir de setembro deste ano será alargado aos carros novos de modelos mais antigos, exceção feita aos veículos em fim de série. As exceções acabam a 1 de janeiro de 2019.




Área Reservada
Como constituir uma empresa
Quer Alugar Carro?
Siga-nos
Seara.com