ARAC
28 Junho 2017 | 11:41
Notícias
2017-06-27Número de carros de aluguer cresce cerca de 50% com ‘boom’ do turismo
Face aos dados do crescimento, o representante regional da ARAC alerta para perigos da massificação da oferta +
2017-06-26Receitas de estacionamento em Portugal crescem 5,7% para 110 milhões de euros
Estudo da Informa D&B revela que embora o mercado português valha menos do que o espanhol, o valor gerado em Portugal cresceu a um ritmo superior.+
2017-06-26CTT ganham prémio europeu de prevenção rodoviária
O executivo comunitário adianta que os CTT foram galardoados "pela natureza compreensiva e pela eficácia da sua segurança rodoviária preventiva."+

Notícias



Finanças acreditam que rating de Portugal sairá de lixo mais rápido do que esperado
Jornal de Noticias


"Esta alteração abre caminho a uma atualização do rating da República para o grau de investimento de qualidade. Tendo por base os desenvolvimentos orçamentais e a dinâmica de crescimento económico recentes, essa atualização deverá ocorrer mais rápido do que o anteriormente esperado pela maioria dos agentes de mercado", lê-se no comunicado das Finanças, divulgado logo após ter sido conhecida a decisão da Fitch.

Esta agência de notação financeira melhorou hoje a perspetiva do rating da República Portuguesa de "estável" para "positiva", abrindo caminho a uma alteração do rating que, para já, continua em BB+, dentro do grau de não investimento (vulgarmente chamado de lixo).

A nota à imprensa cita o ministro das Finanças, Mário Centeno, para quem a decisão da Fitch, após a formalização também hoje da saída de Portugal do Procedimento por Défice Excessivo de Portugal, "surge em linha com a acumulação de indicadores que atestam a trajetória de melhoria substancial da economia portuguesa".

Para o governante, Portugal conseguiu "um movimento de viragem impressionante alicerçado no crescimento equilibrado".

O comunicado das Finanças considera ainda que o esforço orçamental que a Fitch reconhece com a alteração de perspetiva "assenta num controlo rigoroso da despesa, num novo impulso do crescimento, baseado na performance das exportações e do investimento empresarial, bem como no dinamismo do mercado de trabalho" e que são estes "pilares fundamentais de uma estratégia de crescimento inclusivo" que garantem "uma ampla base de apoio social ao programa de reformas em curso".

Além da Ficth, as outras duas principais agências de notação financeira, Moody's e Standart and Poor's (S&P), ainda mantêm Portugal no nível de 'lixo', o que encarece os custos do financiamento do Estado e das empresas portuguesas.



Área Reservada
Como constituir uma empresa
Quer Alugar Carro?
Siga-nos
Seara.com