ARAC
23 Abril 2019 | 07:57
Notícias
2019-04-18Lucros da Associação Turismo de Lisboa subiram 32%
Em 2018 o Turismo de Lisboa contabilizou lucros consolidados na ordem dos 4,366 milhões de euros+
2019-04-18Abastecimento de combustíveis normalizado a nível nacional em 48 horas
A desconvocação da greve dos motoristas de matérias perigosas+
2019-04-17A crise dos combustíveis está a afetar o turismo e o Presidente da Confederação do Turismo de Portugal garante que “a situação é dramática”.
A crise dos combustíveis que abala o país desde segunda-feira +

Press - Releases

Press - Releases
16-01-2018
COMPRAS DE VIATURAS POR EMPRESAS DE RENT-A-CAR NO MÊS DE DEZEMBRO

O mercado português de veículos ligeiros de passageiros e comerciais ligeiros encerrou o mês de janeiro com um volume de vendas de 21.622 unidades, registando um decréscimo de 0,3% face mês homólogo do ano anterior, segundo elementos fornecidos pela ACAP – Associação Automóvel de Portugal. No canal de rent-a-car as aquisições de ligeiros de passageiros atingiram as 3.047 unidades.

No que respeita a veículos novos o conjunto das empresas associadas da ARAC que se dedicam à atividade de aluguer de curta duração (veículos ligeiros de passageiros, comerciais ligeiros, pesados de mercadorias, todo-o-terreno e motociclos) adquiriram no mês de janeiro um total de 3.395 veículos face aos 4.273 adquiridos em período homólogo do ano anterior.

Com a divulgação dos elementos estatísticos referentes ao mês de Dezembro, fechamos o ano de 2017 no que respeita às aquisições de viaturas automóveis (ligeiras de passageiros, comerciais ligeiras e motociclos).

O rent-a-car continua a afirmar-se de forma clara como o maior comprador de veículos automóveis em Portugal, registando no ano findo a aquisição de 53.089 veículos ligeiros de passageiros e 4.343 veículos ligeiros de mercadorias.

A aquisição de veículos novos pelas empresas de rent-a-car representou em 2017 23,8% do total de veículos ligeiros de passageiros novos vendidos e 11,2% do total de comerciais ligeiros novos.

Na composição das aquisições referidas, prevalecem (á semelhança do mercado nacional de um modo geral) os segmentos B e C, os quais representaram respetivamente 43% e 30% das aquisições efetuadas pelas empresas de rent-a-car.

O crescimento da frota disponível para aluguer que foi de cerca de 10% cifrando-se em 88.000 veículos ligeiros de passageiros e 5.000 ligeiros de mercadorias (frota de pico).

O Turismo é atualmente o maior mercado das empresas de rent-a-car representando cerca de 60% do seu volume de negócios.

A atividade de aluguer de viaturas em regime de curta duração constituiu uma importante componente da Economia Nacional, com especial destaque para o Turismo.

A ARAC representa cerca de 96% das empresas de aluguer de curta duração a operar de forma legal em Portugal.

Lisboa, 16 de Janeiro de 2018

ARAC

Gabinete de Comunicação

Área Reservada
Como constituir uma empresa
Quer Alugar Carro?
Siga-nos
Seara.com